Uma lição de Jó

09/04/2014 09:46

"Jó se levantava de madrugada e oferecia sacrifícios em favor de cada um dos seus filhos, para purificá-los. Jó sempre fazia isso" (Jó 1:5).

 

Jó tinha um relacionamento íntimo com sua família e amigos mais chegados. A Bíblia diz que Jó chamava seus filhos para terem comunhão uns com os outros. Jó teve sabedoria suficiente para harmonizar seu lar, de tal maneira que todos compareciam, inclusive genros e noras (Jó 1:4). Jó santificava seus filhos. Levantava-se de madrugada e orava por eles. Orava até pelo que pudessem ter feito de mal. Ele não orava apenas para curar pecados, mas para evitá-los (Jó 1:5).

 

Muitas vezes, temos que apressar o corretivo porque não houve o preventivo. A maioria dos problemas das famílias é de correção porque não houve preocupação no momento certo. Às vezes vemos famílias e gerações na Igreja e chegamos a nos perguntar se são predestinados. Por que alguns ficam e outros não? É porque alguns vêm de famílias que tem pais que oram por eles. Pais que oram por seus filhos, que gastam tempo unindo a família, aparando as arestas, fazendo com que os problemas sejam tratados em casa, para que não vazem: estes são pais da qualidade de Jó. São homens de Deus.

 

Espero que os leitores sejam provocados a melhorar as coisas em casa. Tenham autoridade e ousadia para dizer aos filhos o que eles podem ou não ver na TV. Busquem discernimento para separar o que é bom do que é mau, determinem padrões para os filhos, tenham cuidado com as concessões, pois elas sempre começam com coisas pequenas.

 

Devemos ter os nossos olhos em valores permanentes e não transitórios, santificar nossas vidas, e, com nossas vidas santificadas, santificar os que estão ao nosso redor, para que Deus seja glorificado em tudo e em todos.

—————

Voltar