PIERCING

09/10/2012 09:34

 

Varias pessoas tem me perguntando se tenho algum estudo sobre Piercing, creio eu ser devido ao fato de ter escrito sobre o uso de tatuagens e o uso de crucifixos.

Seria o uso de piercing um hábito adequado e apropriado para o jovem que tem compromisso com Deus?

Faria alguma diferença do ponto-de-vista espiritual o seu uso ou não?

Não podemos deixar de discutir este tema tão atual em nossas igrejas. Logo peço a você que é contra o uso de Piercing e a você que é a favor que não tire qualquer conclusão sobre o assunto sem ler TODO ESTE artigo, combinado?

OK, então caminhe comigo alguns minutos nesta leitura e que Deus te abençoe em nome de Jesus.

Alguém poderia dizer que o uso de dois ou mais brincos na orelha da mulher caracteriza o mesmo piercing usado no umbigo ou na sobrancelha, ou órgãos genitais ou nos mamilos e etc...

Porém, os brincos na orelha sejam dois ou três, fazem parte de nossa cultura, de nosso enfeite, e não causam escândalos.

Para começarmos pela bíblia, vejamos o que ela diz sobre escadanlos:

Filpenses 1:10 - “Para que aproveis as coisas excelentes, para que sejais sinceros, e sem escândalo algum até ao dia de Cristo;”

1ª Corintios 8:9 - “Mas vede que essa liberdade não seja de alguma maneira escândalo para os fracos.”

Romanos 14:13 - “Assim que não nos julguemos mais uns aos outros; antes seja o vosso propósito não pôr tropeço ou escândalo ao irmão.”

1ª Corintios 10:32 - “Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à igreja de Deus.”

Há quem diga que é necessário para evangelizar as pessoas, outros dizem que a igreja precisa mostrar que não é radical.

Vejamos se a Bíblia fala claramente de piercing no nariz por exemplo:

Isaias 3: 16 ao 21 - “Diz ainda mais o Senhor: Porquanto as filhas de Sião se exaltam, e andam com o pescoço erguido, lançando olhares impudentes; e quando andam, caminham afetadamente, fazendo um tilintar com os seus pés; Portanto o Senhor fará tinhoso o alto da cabeça das filhas de Sião, e o Senhor porá a descoberto a sua nudez, Naquele dia tirará o Senhor os ornamentos dos pés, e as toucas, e adornos em forma de lua, Os pendentes, e os braceletes, as estolas, Os gorros, e os ornamentos das pernas, e os cintos e as caixinhas de perfumes, e os brincos, Os anéis, e as jóias do nariz,”

E Levítico 19:28, em duas partes! Vejamos:

Parte 1 – “Pelos mortos não dareis golpes na vossa carne” – Mas vejamos que há então uma pontuação muito importante depois desta primeira frase: um “ponto e vírgula”, que, segundo as regras da gramática da língua portuguesa (que é a que nós falamos e é a língua para qual tal texto foi traduzido do original hebraico) serve para “indicar uma pausa mais forte que a da vírgula e menos que a do ponto final” (segundo o Aurélio e concordando com o Houaiss). Logo indica uma troca de tópicos, uma continuação do texto, porém com outro item.

Parte 2 – “nem fareis marca alguma sobre vós. Eu sou o Senhor.” Isso é uma ordem direta e independente da primeira parte que reafirma claramente que marca alguma será aceita sobre os verdadeiros servos do Senhor! E é algo tão importante que o Senhor sela tais afirmações com uma frase de atenção, que deve inspirar o temor de seus servos: “Eu sou o Senhor!”

Vemos que “os antigos” estavam corretos: nada justifica a colocação de tatuagens!

Quanto a dizer que não vale porque está no Antigo Testamento vejamos:

II Timóteo 3:16 — "Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça."

I Coríntios 3:16-17 - “Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós? Se alguém destruir o templo de Deus, Deus o destruirá; porque o templo de Deus, que sois vós, é santo.”

Vamos ver o que Paulo, escreveu em I Coríntios 6:19:

“Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?”

1ª Corintios 6:20 - “Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus.”

Existe ainda a tese de que os locais mais perfurados estejam relacionados à salvação e que, como certos adornos, o piercing constitui uma tranca que aprisiona a alma (Ez 13.18-21 ). Um sinal visível de escravidão espiritual. Leia os textos abaixo, faça sua própria avaliação e tire suas conclusões:

Nariz - fôlego de vida (Gn 2.7; 7.22-24; Is 2.22, 42.5; Ec 3.19, 21)

Boca - confissão (Rm 10.8-9;IJo 1.9; Mt 15.18;21.16; Tg 3.10; Pv 21.23)

Sobrancelhas (olhos) - mente (Mt 6.22-23; Ef 1.17-18, 4.18; II Co 4.4)

Orelha - ouvir e crer (Rm 10.14-18; Hb 3.15; Is 6.10; Jr 17.23; Ap 3.6)

Umbigo (ventre) - sede da vida (Jo 7.38-39; 4.14; Fp 3.19; Rm 16.18)

Os estudiosos de Batalha Espiritual e que conhecem culturas místicas dizem que:

“O Piercing nos órgãos genitais traz como significado principal a PROSTITUIÇÃO.

Ele pode causar um estímulo intra-uterino para atuação de espíritos nessa

área causando esterilidade e outros problemas nas mulheres e, também, nos

homens. Ele trás uma atuação na área da prostituição na vida das pessoas que o utilizam. O Piercing nas sobrancelhas dá vazão para um APRISIONAMENTO DA MENTE, causando um bloqueio na mente de quem os usa. Um dos piercings que estão mais na "moda" é colocado no umbigo. Este está na área destinada a ALIMENTAÇÃO. Serve como um local de canalização de espíritos satânicos no corpo de quem os usa. Ele representa a exposição do corpo, visto que as pessoas que os usam gostam de deixá-los à mostra.

Bem, significa que todas as pessoas que você vir com esses tipos de piercings estarão manifestando esses sintomas que foram ditos? Não, nem sempre.

Mas no mundo espiritual elas estão aprisionadas de alguma forma por essas marcas que elas carregam no corpo.”

Perigos do piercing

Uma revista de circulação nacional aponta diversos perigos do piercing:

Língua - Pode provocar fendas nos dentes e infecção geral.

Sobrancelha - Inchaço e dor impedem a higienização correta do local e abre

caminho para infecções.

Umbigo - A pele pode ficar irritada com reações alérgicas.

Nariz - Danifica os vasos sanguíneos e produz cicatrizes."'

Que prática você deve rejeitar?

Se traz escândalo ou fere a consciência alheia (Mt 18.7; Rm 14.21)

Se deforma a dignidade humana (II Cor 4.2;C13.17; I Cor 6.12)

Se a natureza da prática dá lugar à carne, envolve magia, ocultismo, idolatria, exploração, malignidade (Gl 5.13;Cl 3.17;IPd 1.14-25 )

Se apresenta alguma aparência do mal (I Ts 5.22; Ef 5.8; Mt 5.13-16)

Se viola a autoridade dos pais, pastor, governo (Rm 13.2; Tt 1.9-10)

Se traz dúvidas ao coração ou à consciência (Rm 14.22; I Jo 3.20 )

Se não traz edificação ou a glória de Deus (I Cor 6.19-20; 10.23)

Não vá pela maioria, Vá pela Bíblia!

A voz do povo não é a voz de Deus" Foi o povo que

gritou: Fora com este (Jesus). Crucifica-o! (Lc 23.18-23)

Li uma citação que dizia:

”O piercing, para os hindus, é um objeto segundo o qual a pessoa dedica parte do seu corpo a uma determinada divindade, como que uma permissão de entrada e de domínio por parte da divindade desta parte do organismo. Portanto,a colocação de um piercing está vinculada a esta idéia de contacto espiritual com uma divindade, a uma abertura a uma determinada divindade.”

É interessante observar que a palavra pierce/piercing é da língua inglesa e quer dizer aquilo que penetra, que fura, que abre um buraco em alguma coisa. Assim, até mesmo a denominação deste objeto em inglês dá-nos a idéia de abertura, de retirada de obstáculo, de estabelecimento de uma comunicação, de um contacto.

Como o uso do piercing foi lançado e se disseminou entre artistas e grupos de cultura alternativa, pessoas que são confessadamente admiradoras ou vinculadas à cultura oriental, a principal fonte de inspiração para tais movimentos, notadamente a cultura indiana vemos que o uso do piercing entre os lançadores desta moda possui esta concepção hinduísta.

Como sabemos que de uma fonte amarga jamais poderá surgir água doce e cristalina (Is.5:20; Tg.3:11,12), vemos que se trata de um uso que não deve ser adotado por quem tem compromisso em servir a Deus e a adotar as Escrituras como única regra de fé e prática.

Alguém poderá dizer, no entanto, que o fato de o piercing ter sido utilizado, primitivamente, para a idolatria, entre os indianos, ou mesmo entre seus admiradores, que o introduziram no mundo ocidental, não pode, em absoluto,levar à conclusão de que os seus atuais usuários o estejam fazendo com este intuito e que, ao afirmarmos que este uso contraria a Palavra de Deus, estaríamos radicalizando.

Sem dúvida, não negamos que estamos radicalizando, mas não no sentido de que estaríamos impondo um mandamento humano, de que estaríamos sendo extremistas ou maliciosos, ou ainda, presos a antiquados costumes ou práticas, mas, no significado primeiro desta palavra, que é o de ir até às raízes de uma determinada conduta, para descobrirmos a sua origem, a sua finalidade, o seu propósito.

Os demais usuários estão, certamente, apenas imitando estas pessoas, copiando-as, sem ter consciência do real significado destas práticas.

Mas, que significa imitar ?

Imitar, dizem os dicionários, é reproduzir ou procurar reproduzir, é assemelhar-se, é assimilar, ou seja, quem está imitando alguém está buscando repetir o que alguém está fazendo, passar adiante uma determinada prática, com todas as suas características e sentidos. É assimilar, ou seja, dizer que está de acordo com aquilo que está sendo copiado, repetido, imitado.

Quem imita algo ou alguém está, em primeiro lugar, dizendo que está de acordo com aquilo que está sendo imitado, que concorda com aquilo. Ainda que não tenha consciência de tudo aquilo que está sendo reproduzido, o imitador está dando o seu aval, está concordando e dando o seu aval a tudo aquilo que está sendo reproduzido, sem qualquer discussão.

É por isso que Paulo afirmou aos coríntios que fossem seus imitadores, porque ele o era de Cristo (I Co.11:1). Ao se dizer imitador de Jesus, Paulo estava afirmando que estava reproduzindo o mesmo estilo de vida de Cristo, Suas mesmas reações, Seu próprio comportamento, ainda que não tivesse consciência de todo o significado de tais gestos, mas, ao imitar o Mestre amado, Paulo afirmava que concordava com tudo o que o Senhor fizera e ensinara.

Pois bem, quando alguém passa a usar o piercing, está fazendo como intuito de copiar, de reproduzir o gesto, as atitudes e as concepções daqueles que introduziram tal moda no Ocidente.

Desnecessário seria afirmar que todos estes sentimentos são contrários à sã doutrina. Jesus, enquanto jovem e adolescente, em tudo foi sujeito a sua mãe e a seu pai social(Lc.2:51), crescendo em sabedoria, em estatura e em graça para com Deus e com os homens (Lc.2:52), sendo, sobretudo, obediente a Deus em tudo, mesmo que isto significasse a morte de cruz (Fp.2:8; Jo.17:4).

Não há qualquer compatibilidade entre o uso de piercing e a nossa vida cristã.

temos que entender que somos é o Bom perfume de Cristo vejamos:

“E graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo, e por meio de nós manifesta em todo o lugar a fragrância do seu conhecimento. Porque para Deus somos o bom perfume de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem.” 2ª Corintios 2:14,15

E somos também a Carta de Cristo:

“Vós sois a nossa carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens. Porque já é manifesto que vós sois a carta de Cristo, ministrada por nós, e escrita, não com tinta, mas com o Espírito do Deus vivo, não em tábuas de pedra, mas nas tábuas de carne do coração.” 2ª Corintios 3:2,3

Sugiro a leitura de meus outros três artigos relacionados a este sob os temas:

. O Apocalipse e O uso de Tatuagens.

. O Uso de Crucifixo e Objetos por Evangélicos.

. Julgo desigual

—————

Voltar