O CRENTE E A HONESTIDADE: LC 19.5-10; EF 4.28; RM 13.13

19/09/2012 14:03

 

Introdução

Dentro do assunto doutrinário “O CRENTE e a VIDA CRISTÔ, estudaremos hoje sobre a honestidade, uma virtude que não é nem um mérito especial, mas sim uma obrigação que deve caracterizar a vida do crente.

I - o Que É Honestidade

1 - Verdade no falar Jr 10.10; Fp 4.8

2 - Retidão no agir Lc 19.8; Sl 90.8

3 - É uma característica de quem anda na luz Mt 5.13,14

Ii - Onde o Crente Mostra Honestidade

1 - Nos seus atos Rm 13.13

A - Andemos honestamente, andar aqui é o dia a dia, em todos lugar e momentos Rm 13.7

B - Nem em desonestidade Pv 18.9; Ef 6.5-8

C - Nos tratos Mt 5.37

D - com os patrões 1Tm 6.2

2 - na palavra e negócios

3 - no relacionamento com as autoridades: impostos, taxas, notas fiscal, imposto de renda.

A - Falsificar: data de nascimento, estado civil etc. a fim de obter vantagens.

B - na questão de dividas: ele ate pode comprar a prazo, mas paga em dias Rm 13.8; a coisa é muito séria Sl 37.21. o credor fala dele elogiosamente: pode se confiar nele é um homem de bem.

4 - no relacionamento com Deus Lc 8.38,39

5 - Pensamento: Nenhum homem é honesto até que seja honesto para com Deus - Roy Smith.

Iii - Resultados de Uma Vida Honesta

1 - um bom conceito na sociedade, muitos tem vontade de falar mal do crente, mas se ele for honesto não tem como Dn 6.4; 1Pd 2.12

2 - Uma vida tranqüila Sl 4.8

3 - Uma vida digna 1 Ts 4.11,12

Conclusão

A mentira, o roubo, a crueldade, as fraudes e a adulação são os meios mais habituais entre os homens para adquirir fortuna; por isto é que grande número de homens de bem vive na pobreza - de Vernage.

—————

Voltar