Liderança

28/09/2016 09:40

I. Definindo Liderança

Ser líder não é um título ou cargo, ser líder é ter seguidores. “Você não será um líder até que o grupo que você estiver liderando afirme isso. Você obtém a posição de líder pelo caráter e pelos relacionamentos autênticos”. (Gene Wilkes)

• “Estar no poder é como ser uma dama. Se você tiver que lembrar as pessoas que você é, você não é.” (Margareth Tatcher)

• “Meu trabalho é levar as pessoas a fazerem o que elas não querem fazer, para alcançar aquilo que elas sempre sonharam em alcançar.” (Treinador de futebol americano)

Líderes diferentes se comportam de modos diferentes, não há um estilo único de liderança.

O estilo de liderar varia de acordo com as circunstâncias e o que funciona numa situação pode não funcionar numa outra.

II. Definindo Liderança Cristã

O líder cristão define sua liderança pelo exemplo de Cristo.

O líder cristão tem sua identidade fundamentada no amor de Deus. “Se existe uma área onde o líder cristão do futuro precisará dar atenção, é a disciplina de habitar na presença daquele que está sempre nos perguntando: “Você me ama? Você me ama? Você me ama? Ele fará isto através da disciplina da oração. Através dela evitamos ser dominados por uma questão urgente após a outra e deixamos de ser estranhos para o nosso próprio coração e o coração de Deus. Os líderes cristãos devem ter sua liderança fundamentada no relacionamento permanente e íntimo com o Verbo encarnado, Jesus. É aí que devem encontrar a fonte para a suas palavras, conselhos e direções.” (Henri J.M. Nowen)

III. Liderança Relacional

1. É permanecer em sintonia com Jesus

Desenvolver um relacionamento de permanecer em Jesus (João 15) é ver sua vida se misturar com a história e a visão de Jesus. É conhecer Jesus e não sobre Jesus.

Reconhecer que há uma guerra espiritual (Ef 6:12)

Protege da amargura. Faça tudo por Jesus, nunca pela Igreja, outras pessoas, ministério, etc. Pessoas e instituições irão machucar você.

2. É exercer autoridade e não poder.

Poder – é a faculdade de forçar ou coagir alguém a fazer sua vontade, por causa de sua posição ou força, mesmo que a pessoa preferisse não o fazer. (James Hunter)

Autoridade – é a habilidade de levar as pessoas a fazerem de boa vontade o que você quer por causa da sua influência pessoal. (James Hunter)

Quando amamos os outros, e nos doamos a eles, servimos e nos sacrificamos. Quando servimos e nos sacrificamos, construímos autoridade. E, quando tivermos construído autoridade, então ganharemos o direito de sermos chamados de líderes.

3. É mostrar um modelo a ser seguido.

A real capacidade de liderança não está na personalidade do líder, suas posses ou carisma. A essência da liderança é o caráter. “Pensamentos tornam-se ações, ações tornam-se hábitos, hábitos tornam-se caráter, e nosso caráter torna-se nosso destino.” (James Hunter)

A Regra de Ouro diz que devemos nos comportar em relação aos nossos liderados exatamente como gostaríamos de ser tratados.

As pessoas aderem ao líder antes de aderirem a uma declaração de missão. Se elas aderirem ao líder, elas irão aderir a qualquer declaração de missão que o líder tiver.

4. É edificar as pessoas e não usá-las.

É olhar para as pessoas como Deus as vê, e não para suprir suas necessidades.

Estar perto de pessoas que pensam diferente. “Se em uma reunião com dez pessoas, os dez concordarem com tudo, provavelmente nove são desnecessários.” (James Hunter)

5. É executar tarefas enquanto se constroem relacionamentos.

Se nos concentramos em tarefas e não em relacionamentos, podemos ter má qualidade de trabalho, baixo compromisso, baixa confi ança, pessoas deixando de se envolver, etc.

O líder que não estiver cumprindo as tarefas e só se preocupar com o relacionamento não terá sua liderança assegurada. As pessoas desejam alcançar algo maior do que elas mesmas.

6. É fornecer um ambiente favorável.

Ninguém muda ninguém. O melhor que podemos fazer é fornecer o ambiente certo e provocar um questionamento que leve a pessoa a se analisar para fazer suas escolhas, mudar e crescer.

Devemos elogiar as pessoas em público e exortá-las no particular.

7. É serviço, sacrifício e amor

No modelo de liderança relacional o papel do líder é servir

O líder identifica e satisfaz as necessidades legítimas de seus liderados e remove as barreiras para que possam servir aos outros. (Necessidades, não vontades)

O que é amor? Amor é o que você faz (Madre Teresa). Todas as boas intenções do mundo não significam nada se não forem acompanhadas de ações. Nem sempre é possível controlar o que se sente a respeito de uma outra pessoa, mas pode-se controlar como se comportar em relação a ela.

—————

Voltar