HOMILÉTICA: INTRODUÇÃO E CONCEITOS.

25/10/2012 14:08

 

A retórica grega dos sofistas teve sua origem na Sicília no séc. V a.C. através do siracusano Córax e seu discípulo Tísias. A partir daí, retórica passou a ser o discurso persuasivo, seja escrito ou falado. Oradores sofistas implantaram-na como disciplina escolar de Atenas exigindo dos oradores habilidades como: memória, inspiração, desenvoltura, observação, teatralização, síntese, ritmo, voz, vocabulário, expressão corporal, naturalidade e conhecimento.

Homilética, por sua vez é a ciência e a arte de pregar sermões. É a ciência pois existem regras a serem seguidas, e arte pois o Dom natural pode facilitar o manuseio destas regras dando beleza ao discurso.

A homilética possui três aspectos:

1.                Oratória: É a arte de falar em público de forma elegante e atrativa. É o Dom natural.

2.                Retórica: É o estudo das regras que aperfeiçoam o dom. É o conhecimento.

3.                Eloquência: É a integração entre o Dom e o conhecimento, gerando a habilidade.

A homilética é comunicação, assim sendo, precisamos ter noções de comunicação.

Comunicação é a transmissão de idéias, impressões ou imagens que pode ser feita de forma oral, escrita ou por sinais.

Voz é a emissão de som, e fala é a transmissão oral do pensamento.

A voz é formada pelo a) timbre – qualidade do som que distingue as pessoas; b) tonalidade – freqüência da voz; c) Intensidade – É o volume ou a força do som; d) Inflexão – É a variação da intensidade no decorrer da fala.

A fala, por sua vez, é formada por: a) Ritmo – É a cadência da fala; b) Articulação – É a pronúncia correta do som; c) Ortoépia – É a pronúncia correta dos fonemas; Prosódia – É a acentuação correta das palavras; c) Correção gramatical – É o respeito às regras gramaticais; f) fluência – É a facilidade de expressão com o uso correto do vocabulário.

Para que a comunicação ocorra, nós devemos evitar os seguintes bloqueios:

1.                Repertório de Signos – Transmissor

2.                Busca de Aceitação – Transmissor

3.                Tendência à complicação – Transmissor

4.                Estilo de vida – Transmissor

5.                Congelamento de avaliações – Receptor

6.                Auto-suficiência – Transmissor e Receptor

—————

Voltar